31 de dezembro de 2014

Ganhei em sorteio



Oie gente compartilhando mais um presentinho de natal, dessa vez de um sorteio num grupo super legal do face que participo sobre a Agatha !!
Realmente foi uma surpresa ganhar essa edição super linda de "Um corpo na biblioteca" que será sem dúvida minha próxima leitura de Agatha!
Beijocas enormes e esse é o ultimo post do ano!

29 de dezembro de 2014

28 de dezembro de 2014

Livro: Ivanhoé - Walter Scott

Sinopse:

Um clássico da literatura mundial, a obra prima de Sir Walter Scott. Ivanhoé é um livro do qual todos já ouviram falar. A saga do cavaleiro negro, os Templários e as Cruzadas. Uma história de amor, guerra e honra.

Opinando!

Oie, gente tudo bem? Eu espero que sim, vamos a mais uma resenha que deveria ter sido publicada antes, mas que bem esse livro foi impacto para mim e eu espero nesse pequeno texto consegui expressar o porquê!

Para começo de conversa vou tentar falar um pouquinho mais da história pois realmente essa sinopse não está ajudando muito não. o livro é considerado por muitos o primeiro romance histórico ambientado na Idade Média pela fase romântica na literatura, por muitos considerada um clássico realmente estupendo (e por essa leitora um dos melhores livros da minha vida, realmente ele entrou pelos 5 melhores). O Walter Scott nos conta a história de Ivanoé, ou o cavaleiro negro, um sobrevivente das cruzados, que descende de saxões e que após ser expulso pelo pai por defender seus ideais de unificação da Bretanha acaba por seguir o rei Ricardo coração de Leão durante a reconquista da Terra Santa. 

Mas ao voltar para casa o nosso herói sobre diversos acidentes, que o impedem de retornar para casa (mas ao longo da história não sabemos porque ele quer ir de encontro com pai), mas além de herói temos outros personagens que merecem destaque e menções pois são simplesmente fantásticos e super desenvolvidos. Temo Gurth o guardador de porcos fiel, que ajudará Ivanhoé em suas missões e será seu escudeiro com passar das história. temos o bobo Wamba, que séria uma figura peculiar responsável pelos momentos mais engraçados da história e que nos cativa com o seu amo pelo seu dono (sim, os dois são escravos).

Também devemos uma parte especial falar sobre as mocinhas da história que são duas a bela Judia Rebecca, que encanta a todos quando passa, mas que será uma figura forte e determinada, além da bela Rowena, a quem o nosso herói deu seu coração e será a sua dama, elas são personagens decididas e fortes, mas sem perder aquele toque da mulher medieval que busca refugio em seu próprio mundo e que possui características de beleza principais, pela sua doçura, pelo seu modo de falar e andar, realmente é um deleite para qualquer leitor ler as passagens aonde o narrador nos conta os predicados da mocinha e ver como ele é sempre delicado ao tratar do cabelo e dos seus sentimentos, além de imparcial, pois revela também expressões que as personagens usam ao falar, ou mesmo as faciais a cada parte da história.

Devo destacar que essa é uma obra politica, que fala sobre guerras, poder, e sobre relações sociais, aonde o autor se preocupou ao construir seu narrador em terceira pessoa (que jamais descobrimos quem seja) dados históricos e costumes da época, isso torna o livro uma leitura rica e que necessita de muita atenção, assim como a maioria dos romances históricos que nos desprende.

Ao ler esse livro eu tive a mesma sensação de que eu não queria que a história acabasse, e isso só me aconteceu ao ler "As Cronicas de Artur" do Bernard Cornwell, tanto é que cheguei ao ponto de poupar minha leitura para que ela nunca acabasse e indo aos poucos, se em algum momento de minha vida como leitora eu cheguei perto de ter uma ressaca literária foi com o final do livro, pois eu não queria me desprender da história ou me esquecer dos personagens que de uma forma bastante gostosa se tornaram uma parte de mim, eu acho que não preciso dizer que esta foi sem nenhuma dúvida e nenhum, ponto negativo uma leitura 5 estrelas, e um livro favorito para ler e reler, e que ele é altamente recomendado por mim, e que estou ansiosa para ler outros livros do autor.

É isso gente, espero que tenham gostado post, e que ele tenha ficado um pouco claro, beijocas enormes e leiam Ivanhoé! 

27 de dezembro de 2014

Feliz Natal.... #Atrasado


Esse ano foi um ano complicado acho que para muitas pessoas, mas mesmo assim foi um ano com algumas alegrias e que deixara rastros em muitas pessoas... Mesmo atrasada eu gostaria de dar um Feliz Natal a todos que me acompanharam nesse ano aqui no blog. gosto muito de ver que esse pequeno espaço que com tanto carinho eu cuido têm crescido e isso é uma alegria imensa para mim. Obrigado também a todos os comentários, a todas as pessoas que me procuraram através desse espaço para conversar ou que deixaram a sua marca apenas me visitando, seu carinho é muito bem vindo e eu agradeço de coração!
Beijocas enormes e que venha 2015!

23 de dezembro de 2014

Presentinho de natal 2

Oie gente tudo bom, nesse ano eu participei de um amigo secreto, no grupo de marcadores do facebook e ganhei um dos novos xodózinhos da estante :) uma biografia da Jane Austen, em breve eu trago um opinando a vocês!
Olhem as fotos :)
Aqui a coisinha mais fofa, acompanhada de seus marcadores :)
Árvore genealógica da família da Jane.

Divisão dos capítulos.

Fotos de parentes e amigos :)

Fotos de algumas cartas 
É isso gente espero que vocês tenham gostado e em breve eu trago um opinando, que já aviso será meio complicado em conversar a respeito do livro, como todas as biografias são complicadas são de ser objeto de conversa! Beijocas a todos e deixem comentários se vocês já leram, ou se participaram de algum amigo secreto, qual seria a sua experiencia! Até o próximo post!


22 de dezembro de 2014

#Playlist da semana

Primeira semana de férias :^)
#Bora relembrar algumas coisas... e escutar outras :)





Boa semana a todos! :)
Beijos enormes e até o próximo post

21 de dezembro de 2014

Presentinho de natal!

Oi gente!! Passei pra mostrar uma coisinha pra vocês! Eu sou uma apaixonada por latas, e ganhei mais uma para minha coleção!
Dessa vez com caverinhas!



é isso pessoal, bom fim de semana para todos...



20 de dezembro de 2014

Livro: O Visitante Inesperado - Agatha Christie


Sinopse:

Não se deve confiar no óbvio. Pelo menos quando o assunto é Agatha Christie. Em O VISITANTE INESPERADO — peça teatral transformada em romance por Charles Osborne — a velha dama do suspense mostra porque é considerada mestre no assunto e já vendeu milhares de exemplares em todo o mundo. O mistério é o personagem principal numa trama repleta de reviravoltas, diálogos tensos, diversos suspeitos e com final surpreendente.

O VISITANTE INESPERADO pode ser definido como um mistério disfarçado de não-mistério, pois começa aparentemente com a resolução de um caso de assassinato. O engenheiro Michael Starkwedder atola seu carro numa vala num frio fim de tarde de novembro. Ao procurar ajuda numa casa das imediações, dá de cara com um cena bizarra. Uma mulher, segurando uma arma ao lado do cadáver do marido, se confessa culpada. Mas nada é tão simples quanto parece. O morto — o deficiente físico Robert Warwick — era um sádico de caráter irascível, odiado por muitos.

A cada virada de página, ao se descortinarem as idiossincrasias de Warwick, fica mais difícil acreditar que ele tenha sido morto pela esposa. Satarkwedder encarna o detetive amador e começa a investigar o caso. A ele logo se junta um inspetor de polícia com inclinações poéticas — sempre citando autores famosos, entre eles Keats. Os dois suspeitam que a viúva está tentando encobrir alguém. Talvez o pai de um menino atropelado e morto por Warwick dois anos antes. Quem sabe o cunhado retardado. Ou o amante da viúva.

A dúvida fica no ar até o último instante. Ao adaptar a peça O VISITANTE INESPERADO, Charles Osborne resgata uma história inédita para uma legião de fãs de Agatha Christie.

Agatha Christie nasceu em 1890 e tornou-se, para falar com toda simplicidade, na maior romancista da história em vendas. Escreveu 80 romances e coletâneas de mistério, e viu sua obra traduzida em mais línguas do que Shakespeare. Seu duradouro sucesso, promovido também por muitas adptações para o cinema e a TV, é um tributo ao apelo atemporal de seus personagens e à inigualável engenhosidade de suas tramas.

Charles Osborne nasceu em Brisbane no ano de 1927. É reconhecido internacionalmente como uma autoridade em ópera, e escreveu inúmeros livros sobre temas musicais e literários, entre eles As óperas completas de Verdi (1969), Wagner e seu mundo (1977), W.H. Auden: A vida de um poeta (1980) e A vida e os crimes de Agatha Christie (1982). Sua primeira adaptação de uma peça de Agatha Christie como romance, Black Coffe (Café preto), foi publicada em 1998.

Opinando!

Livro Fantástico!

Sim, eu sei que as vezes é um pouco pretensão, ou falar o mesmo sempre ao elogiar um livro lindo da Dame Agatha, mas é uma coisa incrível os livros dela!

Nessa obra, nós temos uma dúvida, que é esclarecida logo nas primeiras páginas, mas ao mesmo tempo, somos apresentados a novas pistas, novos fatos que acabam por transformar tudo aquilo que pensávamos termos visto e resolvido, mas que ao longo dos capítulos nos coloca diante de pistas, vestígios, que jamais poderíamos desconfiar, e que final de tirar o folego.

Eu li esse livro em uma tacada só, diante de uma boa música e com xícara de café!

Uma das coisas que mais me chamaram a atenção foi a forma narrativa da história, aonde temos dois planos, os fatos meramente descritos e diálogos bem longos.

Como essa obra foi uma adaptação de uma peça de teatro acredito que seja por isso essa forma diferente de narrativa, mas é um romance bem fácil e rápido de se realizar a leitura, em menos de 3 horas, perfeito para quem não possui muito tempo para ler, e deseja um bom romance!

Minha nota foi 5 estrelas e deixo como recomendação de leitura de final de ano ou de férias!
E se você já leu, que tal conversarmos sobre o livro!? Deixe seu comentário!
Beijocas enormes 


19 de dezembro de 2014

16 de dezembro de 2014

Livro: A Rosa Branca Rebelde -



Sinopse:

A Escócia, em especial os clãs das Terras Altas, reluta em aceitar a sua incorporação ao Reino Unido. Divididos entre a esperança no retorno do príncipe jacobita Charles Edward Stuart e as dívidas e acordos pré-estabelecidos com o governo inglês, os clãs terão de se enfrentar na batalha pela independência. Enquanto os revolucionários aliam-se ao tão aguardado príncipe, alguns membros do clã mantêm sua palavra, trabalhando ao lado da Guarda Negra na defesa do rei George.

Em meio a essa excitante luta pela liberdade, duas pessoas descobrem e redescobrem o amor, tendo de enfrentar pontos de vista distintos: AeneasMcIntosh e Anne Farquharson, Lady McIntosh, terão de escolher suas batalhas no casamento e na política, mesmo que estejam em lados opostos. Mais do que um romance histórico, o livro retrata a força da mulher na cultura escocesa, uma força que move legiões e inspira revoluções. 

Opinando:

Esse livro foi uma das grandes surpresas boas desse ano!

Sabe um livrinho que combina tudo, uma boa dose de humor, uma boa dose de romance, um pano de fundo bem descrito, cenas de batalhas e claro escoceses.

Pois bem nesse romance temos tudo isso, no começo da história conhecemos Anne, uma escocesa orgulhosa e jacobina, que perde o pai e vê dentro de si a esperança de uma nova revolução. O livro começa com uma caçada de cervo aonde somos apresentados a dois heróis que irão nos acompanhar durante o livro, mas só vou contar até aqui para não ter perigo de spoiler.

A mocinha é corajosa, decidida e dona do seu próprio nariz, a autora soube criar uma personagem forte, sem se torna chata e totalmente independente, e também conseguiu criar isso em uma jovem, que é impulsiva e que ao longo da história amadurece de forma espantosa.

Nós não temos apenas um mocinho na história, mas dois e sim temos um triangulo amoroso, que por incrível que pareça não ficou clichê ou do tipo já sei com quem no final ela ficara, esse triangulo inclusive me ficou mais parecido com um amor da juventude, da rebeldia, da imprudência,  e um outro que é mais calmo, mais constante mas que desperta na Anne sentimentos que ela nunca havia antes sentido pelo outro.

Outro aspecto que merece destaque da história são a forma com que a autora construiu seus personagens históricos reais, como o príncipe James, os generais do exercito, os aliados, como os reis foram citados e seus nobres. Isso foi uma das partes mais legais, pois ela não se preocupou em não colocar defeitos nestes. E sim em apenas contar seus acertos e seus erros, e isso realmente foi uma jogada de mestre.

Da edição eu só tenho elogios, a história possui notas de rodapé, notas históricas, e além de um glossário que eu recomendo a leitura até mesmo antes da leitura do livro!

Minha unica critica negativa é a descrição da batalha de Culloden, que bem eu como leitura de Cornwell sou bastante critica com cenas de batalhas, e esse foi um exemplo de uma batalha não bem descrita, mas eu recomendo a história, ela foi avaliada com 4 estrelinhas e um favorito!

É isso gente, espero que gostem do post e comentem se vocês leram ou pretendem ler esse livro maravilhoso, beijos enormes ...


15 de dezembro de 2014

#Playlist da semana




Essa semana eu resolvi escutar Matanza a torto e direito,,, então ... pé na porta e soco na cara!
Até o próximo post!

13 de dezembro de 2014

Livro: Mente Assassina - P. D. James


Sinopse:

Fundada entre as duas guerras mundiais, a Clínica Steen recebe pacientes psiquiátricos ambulatoriais de boa situação financeira para tratamentos psicoterápicos e analíticos, atividades de arte-terapia, aplicações de eletrochoque e sessões com lsd destinadas a liberar as inibições mais arraigadas de alguns deles.

A noite caiu. Médicos e empregados concluem as tarefas do dia. Um grito animalesco sobe do subsolo, atravessa salas e corredores e interrompe as reflexões do paciente do dr. Steiner sobre as razões do colapso de seu terceiro casamento.

No vestíbulo, a jovem Jennifer Priddy, pendurada no pescoço de um dos porteiros, faz força para se controlar. Acaba de encontrar, na sala dos arquivos, o corpo da gerente administrativa caído sobre dezenas de pastas com anotações médicas sobre antigos pacientes.

É verdade que a srta. Bolam irritava as pessoas. Nada grave, só falta de jogo de cintura, diziam todos.

Mas aquele assassinato brutal, com detalhes grotescos, parecia resultar de um ódio muito profundo.
Adam Dalgliesh estava ali para elucidar o mistério de Enid Bolam. 

Opinando....

Esse foi o primeiro livro que li da autora, e posso dizer que adorei o detetive criado por ela. Adam Dalgliesh é um pouco diferente dos demais detetives que estamos acostumados a ler, no inicio do livro descobrimos que ele além do emprego na Scotland Yard ele é escritor, e ainda por cima de poemas, e poemas um pouco sombrios como são descritos ao longo do livro.


Também descobrimos outras informações referentes ao detetive, como o fato de ele ter ficado viúvo e que isso o tornou uma pessoa mais amarga.

Nesse ponto a autora começa a introduzir as histórias paralelas dos personagens envolvidos no assassinato e que trabalham na clinica de reabilitação. para isso ela narra o ponto de vista de cada "chegada em casa" apos o crime dos envolvidos, o que nos dá uma gama de personagens, motivos, e álibis para cometer ou não o assassinato. A vitima passa a ser objeto do detetive e descobrimos coisas a respeito da sua personalidade e de como ela se relacionava com as pessoas que trabalhava em muitos momentos até se tornando uma pessoa que era desprezada e tida como fria e calculista por seus colegas de serviço.

Temos um primeiro capitulo bastante longo, no qual também é realizado os interrogatórios para reunir as informações.

A autora conseguiu desenvolver seus personagens de uma forma bastante prazerosa, pois ao longo da leitura, percebemos que cada um possui sua personalidade e características de linguagem bastante definidas, o que nos dá um bom espaço para tentar descobrir quem é o assassino.

Foi uma ótima primeira experiencia de leitura, e que me instigou a ler os demais livros da autora!

Minha nota foi 5 estrelas.

Beijocas e até o próximo post!

12 de dezembro de 2014

Café mais livros...


 

Acho que em todos esses eu nunca fiz um post, meio que agradecendo ao meu escudeiro, companheiro de diversas aventuras (não!,  não estou falando de Sancho Pança) mas sim do café.

Hoje ao registrar esse clique com a intenção de colocar de plano de fundo do telefone (sim eu faço essas fotos, e eu to amando esse livro) reparei que quase nunca falo ou destaco esse ouro negro que se tornou um objeto de estudo histórico, e que é presente no nosso dia-a-dia em todos os momentos. 

Desde o café que inicia o nosso dia, ao café que encerra!

O meu obrigado por me acompanhar em aventuras, o meu obrigado, por me manter desperta, o meu obrigada por me aquecer, o meu obrigada por me fazer ter ideias.

E para os mais apaixonados como eu segue um pequeno guia de como elaborar alguns cafés... mas usem a sua criatividade!
 

Já provaram alguns dos sabores descritos acima, que tal deixar o seu café especial favorito nos comentários?
O meu favorito são dois: Moccatino (para inverno) Gelado com leite (no verão)

Beijocas e até o próximo post!

11 de dezembro de 2014

#Ganhei de promoção


#Obrigado a linda da Camila por me dar a oportunidade de conhecer esse autor! E pelo Bilhetinho que vou guardar junto com o livro!


Beijocas e até o próximo post

10 de dezembro de 2014

Livro: Apelo da Paixão - Margaret Moore

Sinopse:

13° Livro da Série THE WARRIOR

| Personagens: Reece Fitzroy e Anne Delasaine | 

Apesar de ordens reais terem forçado Sir Reece Fitzroy e Lady Anne Delasaine a subirem ao altar, um casamento entre ele e a virgem Anne poderia causar uma catástrofe na família. Portanto, Reece jurou que não se renderia aos apelos da paixão. 

Anne Delasaine, cujo destino era servir de joguete nas tramoias de seus irmãos, ficou atordoada quando as maquinações engendradas por eles a uniram ao único cavaleiro que a fazia suspirar. 

Opinando:

Tenho que começar falando um clichê a respeito de todos os livros que leio da Margaret Moore, mas acho que ela é uma das minhas autoras favoritas das quais pego um livro sempre que não sei o que ler.

Temos nessa história todos os elementos que fazem de um romance, uma ótima diversão e devo confessar que quase li todo esse romance em uma sentada... Se tivesse um café ao meu lado teria sido assim!

Os mocinhos foram super bem trabalhados pela autora, sendo ele uma imagem mais jovem e mais alegre de Urien (que é o pai dele e protagonista do romance "Paixão de guerreiro" que também é uma história muito boa, e pelo que me lembro foi um dos primeiros romances em formato de banca que eu li!), já a mocinha é corajosa e têm personalidade, também temos personagens secundários que acabam ganhando um bom espaço durante a leitura por serem carismáticos e te despertarem a curiosidade.

Esse romance segue todos os outros modelinhos de romance históricos do gênero, e o inicio é um tema bastante frequente que é o casamento forçado, mas a autora consegue tornar interessante algo que já estamos acostumados.

Minha nota foi 5 estrelas e um coração de favorito, e esse foi o primeiro da #MaratonaLiterária.

Em breve teremos mais resenhas dos livros separados!
Beijocas enormes e até o próximo post!

9 de dezembro de 2014

Livro: A Libélula no âmbar - Diana Gabaldon

Opinando:

Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo... E sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII. O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses. Com tudo o que conhece sobre o futuro, será que ela conseguirá salvar a vida de James Fraser e da criança que carrega no ventre?

Opinando:

Falar com vocês a respeito dos livros da diana é sempre um desafio.

Por várias razões desde uma enrolação básica que já é característica da autora e porque o romance realmente não é algo que me atrai nesses livros, meu personagem favorito no segundo volume continua sendo o Murtagh, nesse romance inclusive ele têm uma participação bem menor do que no outro mas que não deixa de ser importante.

A Claire apesar de ter melhorado muito como ´personagem ainda continua sendo birrenta e tendo aquelas alucinações bizarras além de mandar no coitado do Jaime, que bem nesse livro tá mais engraçado e crianção do que nunca, temos várias cenas dele lutando com salsichão, se tornando um homem de negócios francês que não faz nada além de provar vinhos e vistoriar barcos. Sim isso mesmo.

O começo do livro é muito, muito chato... mas a sorte que dura apenas 3 capítulos (diferente do primeiro volume da série que dura mais de 200 páginas). Mas depois temos a apresentação ao famoso príncipe da Escócia... e dai o negocio fica ahhh... interessante, descobrimos que o James, (sim ele é James mas foi chamado pelos escoceses de Charlie) é tudo que a Revolução Jacobita espera que ele não seja, mimado, egoísta e claro totalmente indeciso, o príncipe é colocado aos cuidados do nosso herói e dai começam as cenas engraçadas.

A autora também reviveu todos os passos antes das famosas batalhas do levante de 1745, e sinceramente essas para mim foram as páginas em que a história mais me fez querer ler mais de mais, mas isso porque eu sou historiadora e gosto de livros de historia mas admito que para quem esta acostumado a ler romances apenas com pano de fundo histórico essas passagens poderão se tornar bastante maçantes.

O final do livro é de cortar o coração pois a autora te faz não saber o que aconteceu durante a famosa batalha de Culloden, e te termina a historia com uma frase que o leitor fica, como assim acabou?

Também temos a linda participação de Colum e de Dougal, que finalmente revelam alguns segredinhos deixados lá no primeiro livro.

No balanço geral eu gostei mais da continuação do que do primeiro apesar de tudo e minha nota continua sendo 4 estrelas, mas ainda penso que seria um livro muito melhor se fosse escrito em menos páginas, com mais foco nas personalidades de outros personagens que realmente são muito mais interessantes do que a mocinha.

É isso gente alguém mais leu esse segundo volume da série?
Se sim que tal deixar um comentário fofo falando o que achou?
beijocas enormes e até o próximo post

7 de dezembro de 2014

Maratona Literária

                                               

A Maratona Literária #EuTôDeFérias será dividida em duas partes, que funcionará da seguinte forma:

Primeira parte:

  Como dezembro é um mês bastante corrido para a maioria das pessoas, então vamos ler apenas 5 livros, do dia 05 a 20 de dezembro.

Segunda parte:

  Já em janeiro, que é um mês mais folgado para a maioria das pessoas, a maratona será do dia 01 a 30 de janeiro, e vocês terão que ler 10 livros (caso vocês consigam e/ou queiram ler mais, fiquem à vontade).

Regras:

Participar do grupo do Facebook, assim vocês poderão interagir, postar resenhas, e falar sobre seu avanço na maratona;

  • Preencher o formulário até dia 04 de dezembro;
  • Só serão aceitos livros de 100 ou mais páginas;
  • Os livros ficam a critério de vocês;
  • Podem participar e-books;
  • Os blogueiros que participarem, devem fazer uma postagem de apresentação falando sobre a maratona;
  • Quem tiver blog deverá postar as resenhas dos livros lidos;


No final da maratona, a Denise e a Simeia irão fazer um sorteio para os participantes que concluíram a maratona e cumpriram com as regras da mesma. Mas atenção, só poderá participar do sorteio, quem estiver inscrito no formulário e cumprido as regras.
Boa sorte para quem for participar da maratona, e qualquer dúvida deixe nos comentários ou poste no grupo do Facebook.

Bom gente, eu vou participar, inclusive já separei alguns livrinhos aqui para isso :3


Não sei se participarei do sorteio porque até dia 11 estarei ainda em época de provas finais, esse final de ano está super corrido para mim, mas pretendo trazer uma maratona pro ano que vêm :)
Quem quiser participar sintase a vontade!
Beijos enormes e até próximo post...


6 de dezembro de 2014

#Desejado da vez...


Eu sei... ultimamente tenho andado numa leva de romances de época :)


5 de dezembro de 2014

Projeto Monumenta..

 O que é?

O Monumenta é um programa estratégico do Ministério da Cultura. Seu conceito é inovador e procura conjugar recuperação e preservação do patrimônio histórico com desenvolvimento econômico e social. Ele atua em cidades históricas protegidas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Sua proposta é de agir de forma integrada em cada um desses locais, promovendo obras de restauração e recuperação dos bens tombados e edificações localizadas nas áreas de projeto. Além de atividades de capacitação de mão de obra especializada em restauro, formação de agentes locais de cultura e turismo, promoção de atividades econômicas e programas educativos.

Mas porque eu to falando disso?

Porque minha cidade natal é uma das escolhidas para o projeto e diversos predios tombados, estão passando pelo processo de reforma e eu tive a oportunidade de ver um deles e seu restauro.

Vamos ver umas fotos :)

Quando foi construída! Inicio do século XIX
Antes do restauro...

E como está ficando
Obs: fotos de minha autoria!




...e também?

Bem é simples, minha família têm um grande apreço pelo prédio, e eu tenho várias histórias envolvendo ele, inclusive meu pai começou a trabalhar nele quando era pequeno, e eu sinto um carinho todo especial, eu consegui ir ver como andam o restauro no ultimo domingo e quis dividir as fotos com vocês!

Para os curiosos que queiram saber sobre o projeto acessem: http://www.ipac.ba.gov.br/preservacao/monumenta

...é isso gente beijos enormes e até o próximo post :D